Username:

Password:

Perdeu a Password? / Ajuda

Tag: Nua

0

Rosa Maria

111 Rosa Maria Monteiro de seu nome completo, nasceu em Lisboa a 16 de Fevereiro de 1912. Com apenas 7 anos de idade, parte com os pais para Boston, onde sua família fixa residência e onde permanecem durante 10 anos. Aí emprega-se como dactilografa e tira o curso de enfermagem. Com 17 anos de idade regressa a Portugal, na mesma altura em que se prestam provas para o filme «Lisboa» de Leitão de Barros. Embora lhe prometam trabalho, tal não acontece neste filme. Mas Leitão de Barros procura-a e oferece-lhe o principal papel do seu seguinte filme «Maria do Mar». A crítica e o público rendem-se ao seu talento e beleza. No ano seguinte, 1931, volta a aparecer nas telas com o filme «Nua» de Maurice Mariaud. No teatro surge modestamente como discípula-bailarina na revista «O Pé Descalço». Seguem-se as revistas «A Festa Brava»; Cantiga Nova»; «Cabeças no Ar» e «Arraial». Fez algumas comédias tais como «A Garota da sorte», mas acabou por abandonar a vida artística no final dos anos 30 quando se casa. 21
0

Maurice Mariaud

maurice Maurice Mariaud, nasceu em Marselha, França, a 1 de Julho de 1875. Era um realizador francês que iniciou a sua actividade logo que foram fundadas pelos irmãos Charles e Emile Pathé e por Léon Gaumont, no início dos anos vinte do século passado, duas das mais importantes produtoras francesas, as sociedades concorrentes Pathé e Gaumont. Mariaud foi contratado em França pelo português Raul de Caldevilla para vir realizar em Portugal filmes que este pretendia produzir. Uma vez em Portugal, Mariaud realizou vários filmes para a firma Caldevilla Film e para outras produtoras. O primeiro filme que fez em Portugal foi Os Faroleiros (1923), uma das suas obras mais conseguidas, que a Pathé distribuiu anunciando-a nos seguintes termos: «É um cartão de visita primorosamente litografado que lançamos no mercado internacional». O segundo filme que realizou para a Cadevilla Film, nesse mesmo ano, foi As Pupilas do Senhor Reitor , obra menos conseguida. Antes de voltar a França, nesse mesmo ano também, realizou O Fado (filme). O filme estreou com bastante sucesso no cinema Olympia, acompanhado à guitarra pelos professores António Mouzon e Ernesto Lima. Tornou-se referência inspiradora para outros, que voltariam a explorar o tema. Mariaud voltaria a Portugal em 1931 para dirigir a história de uma cigana que toma banho nua num ribeiro e se torna modelo e fonte de inspiração e de sarilhos de um pintor imprudente. O filme perdeu-se. Mariaud morre em França a 16 de Agosto de 1958.
0

Maurice Mariaud despede-se de Portugal com o filme «Nua» em 1931

nua_1b O cinema mudo ainda resiste nos anos 1931 e 1932 com alguns filmes. Em 1931 começa-se a filmar o filme «O Milagre da Rainha» de António Leitão que conta a lenda da Rainha Santa Isabel - que transforma o pão em rosas - pretexto para uma acção na actualidade, em Coimbra e entre os estudantes. O filme acabaria por ser suspenso sem ser terminado. "Nua", que se estreou no Odeon, a 25 de Fevereiro de 1931, foi produzido por outra produtora bem-intencionada, mas sem qualquer futuro, a Tágide Film. Assinou a realização Maurice Mariaud, que assim se despediu de Portugal, bem como o seu director de fotografia Maurice Laumann, que, segundo a crítica, salvou as imagens do filme do desastre provocado pelo argumento, um disparate devido a Alberto Castro Neves." O elenco era composto por Eduardo Malta (Rui, o Pintor), Saur Bem-Hafid (Zarca, a Cigana) e Rosa Maria (Patrícia, a Mulher Fatal). nua_01
Put here your trakcing code, e.g. from Google Analytics.