0

Cottinelli Telmo

16 José Ângelo Cottinelli Telmo nasce em Lisboa, a 13 de Novembro de 1897 Estudou Arquitectura na Escola de Belas Artes de Lisboa, curso que completou em 1920. No decorrer do curso colaborou com a Lusitânia-Film na produção dos filmes Mal de Espanha e Malmequer, de Leitão de Barros, realizados em 1918. Tendo colaborado na construção em 1932, do estúdio da Tobis, no bairro do Lumiar, em Lisboa, aí realizou, no ano seguinte, A Canção de Lisboa, que teve a participação de Vasco Santana, António Silva, Beatriz Costa e de Manoel de Oliveira. Foi o primeiro filme sonoro de longa-metragem inteiramente produzido em Portugal, que no cinema português se tornou modelo de humor. Foram no entanto as suas obras arquitectónicas que o tornaram verdadeiramente conhecido. No início da carreira, em 1922, concebeu o Pavilhão de Honra da Exposição do Rio de Janeiro e mais tarde, em 1929, o Pavilhão Português da Exposição de Sevilha. A fábrica da Standard Eléctrica, na Junqueira, em Lisboa, e a cidade universitária de Coimbra foram obra sua. Concebeu grande parte dos projectos arquitectónicos de edificações ferroviárias do seu tempo. Idealizou o edifício de passageiros de Barcelos, em Vila Real de Santo António e a torre de sinalização do Pinhal Novo, entre outros. Foi o arquitecto-chefe da Exposição do Mundo Português, em 1940. Traçou o plano da Praça do Império e da sua Fonte Monumental e ainda o Monumento aos Descobrimentos, assim como a Porta da Fundação. De 1938 a 1942 foi director da revista Arquitectos. Morreu em Cascais a 18 de Setembro de 1948 devido a um acidente marítimo. cottinelli
Click to share thisClick to share this