Username:

Password:

Perdeu a Password? / Ajuda

Arquivo de May 2015

0

A ficha técnica de «O Pai Tirano»

 

Da ficha técnica faziam parte o operador César de Sá, que tinha como assistentes Perdigão Queiroga e João Silva, Roberto de Araújo como decorador, António Vilar nas funções de caracterizador, sendo de Fernando de Carvalho a música do filme. Estreia-se em Lisboa, a 19 de setembro de 1941, no Éden Teatro.

0

O elenco de «O Pai Tirano»

 

Vasco Santana, Francisco Ribeiro, Leonor Maia, uma jovem elegante e distinta moçambicana que António Lopes Ribeiro conhecera em África quando realizava «Feitiço do Império», e que fazia agora a sua estreia na tela, João Villaret, numa curta aparição, Arthur Duarte, Graça Maria, Laura Alves, Barroso Lopes, Emília de Oliveira, Luísa Durão, Armando Machado, Teresa Gomes, Reginaldo Duarte, Seixas Pereira, Eliezer Kamenesky, constituíam o elenco de «O Pai Tirano». Tal fator sem dúvida contribuiu e muito, para a adesão imediata e total do espectador, o filme é assim um êxito de crítica e de público.
0

Programas do filme «João Ratão»

910912

(Programa original do filme «João Ratão» do cinema São Luíz)

104103

0

Em 1940 é editado o livro «A História de João Ratão»

12

34

56

0

Maria Domingas canta a «Canção da Primavera»

Maria domingas911

«Cantiga da Primavera» Canta a Primavera / Baila toda a gente / Só eu estou à espera / Do amor ausente / Só eu não dou beijos / Por não ter um par / Morro de desejos / Por lhos poder dar / Anda o campo cheio / Cheio, cheio, cheio / Da canção dos ninhos / Pares que se beijam / Beijam, beijam, beijam / Quando vão sozinhos / Tudo aqui nos fala / fala, fala, fala / Dum segredo amigo / Dum segredo eterno / Terno, terno, terno / Que eu sei mas não digo / Há por esses montes / Canções de alegria / Vão cantando as fontes / Canta a Cotovia / E na imensidade / Deste amor sem fim / A voz da saudade / Canta só pra mim.
0

Óscar de Lemos canta o «Fado das Trincheiras»

2122

"FADO DAS TRINCHEIRAS" Música de António Melo / Letra de João Bastos e Félix Bermudes / Cantado por Óscar de Lemos: Soldados da nossa terra, são voluntário da guerra / Que vêm bater-se por brio. Raça de fogo e de glória, que escreveu a sua história / Nos mundos que descobriu. Por isso a Pátria distante, brilha em nós a cada instante / Como a luz de uma candeia, Que arde de noite e de dia no altar da Virgem Maria / Na igreja da nossa aldeia. Refrão : No luar das noites calmas / Choram baixinho nas almas / Saudades do nosso lar / Mas o dever é mais forte / E nem a sombra da morte / Nos obriga a recuar /E se eu morrer na batalha, só quero ter por mortalha / A bandeira nacional. E na campa de soldado, só quero um nome gravado / O nome de Portugal.
0

A música do filme «João Ratão»

1002 Uma das razões do enorme sucesso eram as canções do filme, as melodias eram da autoria de António Melo e as letras de João Bastos e Félix Bermudes. De todas as canções do filme, um fado ficaria para a posteridade, era o "Fado das Trincheiras" que mais tarde seria cantado pelo Fernando Farinha.
0

O elenco do filme «João Ratão»

Intérpretes: Óscar de Lemos - João Ratão / Maria Domingas - Vitória / António Silva - Teotónio / Manuel Santos Carvalho - Manuel da Loja / Teresa Casal - Manuela / Costinha - Bonifácio / Álvaro de Almeida - Diogo / Filomena Lima - D. Carolina / António Maia - Tenente Resende / Aida Ultz - Mlle Frou-Frou / Fernanda de Sousa - Helena / Maria Emília Vilas - Mãe Rosa e ainda: Silva Araújo; Artur Rodrigues; José Malveira... Realização - Jorge Brum do Canto / Produção - Tobis Portuguesa / Diálogos - João Bastos / Planificação - Fernando Fragoso / Fotografia - Aquilino Mendes / Música - António Melo e Jaime Silva Filho.
0

A história do filme «João Ratão»

27356

Argumento: João Ratão é um dos muitos jovens portugueses mobilizados para combater na I Guerra Mundial, na batalha da Flandres. Para trás, na sua aldeia do vale do Vouga, João Ratão deixou a sua noiva, Vitória, com quem troca apaixonadas cartas de amor, que enlevam todos os seus vizinhos, que para mais o consideram um herói. Quando finalmente regressa a casa, é recebido com uma grande festa, apenas perturbada pelas histórias que chegam de França que ameaçam o seu noivado com Vitória. E quando um dia chega à aldeia uma francesa...

20587

(Fotos de cima: 1) Óscar de Lemos ao lado de Maria Domingas, Silva Araújo e Emília Vilas; 2) Álvaro de Almeida em pé e António Silva, Costinha, Manuel dos Santos Carvalho e Filomena Lima sentados; Fotos de baixo: ambas vê-se Óscar de Lemos ao lado de Maria Domingas)

0

Curiosidades sobre o filme «João Ratão»

56

Como curiosidade, e como a primeira parte do filme era passado na 1ª Guerra Mundial, onde João Ratão tinha ido para lutar, foram construídos nos estúdios da Tobis Portuguesa, um abrigo subterrâneo, uma trincheira e as linhas alemãs. Já na segunda parte do filme e após o regresso de João à sua aldeia, ele vai trabalhar como madeireiro, para o efeito as filmagens da Faina dos madeireiros tinha lugar no Vale do Vouga. O filme teve tanto sucesso que se manteve em cartaz durante 10 semanas consecutivas. «João Ratão» estreou-se no São Luís, a 29 de Abril de 1940.

910

 (Foto 1 e 2 Óscar de Lemos; Foto 3 António Silva e Manuel dos Santos Carvalho; Foto 4 Álvaro de Almeida e António Silva)
Pages:1234
Put here your trakcing code, e.g. from Google Analytics.